Erros, erros, e mais erros

Sei que não devia dizer o que digo, sei que sou impulsiva e que muitas vezes digo o que não quero. Sei que erro muitas vezes, e sei que na maioria é por motivos errados. Mas ninguém é perfeito.
Depois de todos os erros que cometi no passado hoje tornei-me numa pessoa mais fria e sem "dó" de quem se magoa por atitudes equivalentes ás que tiveram comigo e acho isso a coisa mais cruel que poderia acontecer, da minha parte.
Destruir amizades de anos começa a ser um hábito, e sinceramente a culpa tem sido sempre minha. E o maior problema é que a minha família bem avisa... família e outras pessoas chegadas. No entanto não lhes dou ouvidos. Nunca dei. Nunca quis saber do que diziam. E agora não é excepção. No entanto posso não ligar ao que dizem mas as coisas ficam marcadas de certa forma. Posso dizer que não me lembro, mas lembro-me de tudo. De certa forma digo-o para me enganar a mim mesma, e fingir que nada daquilo tinha acontecido.
Acho que não serei a únca a ter aquele desejo de voltar atrás a saber o que sei agora, e fazer tudo de forma diferente.
Apesar de ninguém ser perfeito e de errar ser humano, há erros que se podem evitar com facilidade, e eu simplesmente continuo a cometer o mesmo erro vezes e vezes sem conta. Sem conseguir parar.
Não sei se é algo que simplesmente tem de ser. Não sei se é por eu ter uma missão na vida de certas pessoas e de alguma forma, quando essa missão é concluída, acabo ferida e com uma outra missão a cumprir.
Acho que esta última parte é um pouco fruto da minha imaginação e muita gente acha que é uma estupidez, mas foi o que me foi ensinado pelo meu avó, e ele tem muitas histórias escondidas que eu ainda terei de desvendar.
Voltando ao assunto anterior.
Não queria de forma alguma magoar fosse quem fosse, e mesmo assim fi-lo sem sequer ter pensado nas consequências.
Sou uma pessoa que quando pede desculpas é porque se importa mesmo com a pessoa, caso contrário, se a pessoa não for muito importante, eu simplesmente fico no meu canto à espera que as águas acalmem para voltar. Sei que devia pedir desculpas fosse a quem fosse, e fosse o assunto que fosse, mas eu simplesmente não consigo, sou orgulhosa demais para isso, e cresci assim.
De certa forma sinto que tenho alguma ligação esquisita com algo escanifobético que nem eu sei o que é.
A minha vida tem sido um atormento para muita gente, e neste momento só quero afastar esse tipo de contradições na minha cabeça e no meu bem-estar tanto com família como com amigos.
Simplesmente não sei o que fazer sabendo o que fazer. Algo estranho anda a acontecer comigo.


-L


Sem comentários:

Enviar um comentário