Será que é desta?

Como disse, este post vai ser para contar a conversa que tive com a minha tia... Preciso de me expressar quanto a isso, e espero que aqui seja realmente o melhor sítio...

Então, como sabem, ou se não sabem deviam (jk), a minha tia está grávida...
Uma coisa que não contem foi que ela esteve no hospital internada a semana passada com contracções, mas mandaram-na de volta para casa pois não tinha dilatação nenhuma e blablabla....
Tenho falado todos os dias com ela e com o resto da família de Portugal para me manter informada de tudo e mais alguma coisa.
Ontem, estava em já na cama, quando recebo uma mensagem no facebook, quando vejo que era a minha tia, pensei logo.. "Rebentaram-lhe as águas!".. Era bom era... mas não...
Ela apenas queria saber como estava tudo por aqui...

Perguntou o que eu achei óbvio que ela iria perguntar...
"A tua mãe, tem estado calma?"
É triste, mas é a realidade. Não dá nem para descrever a minha mãe, o feitio dela... Enfim...
Contei-lhe tudo o que se andava a passar, contei da discussão dos meus pais, que é sempre a mesma conversa, tanto que há anos que nem ligo ao que dizem...

Eu estava tão cheia disto tudo que tive de dizer...
"Estou aqui há uma semana e estou TÃO farta"
E como era de esperar, ela tinha de dizer que eu lá também não fazia nada, MAS, que entendia... duvido.
E eu, como não estou para ficar calada como SEMPRE, farta dessa conversa, disse que lá ao menos fazia alguma coisa, aqui nem podia sair por causa da chuva e etc...
Até que ela acabou por dizer que eu tinha razão e que não sabia como é que os meus pais aguentavam...
Eu disse apenas, "Ah eu sei, mas não posso comentar, já sou eu a exagerar".

Falei também do facto de me terem mandado durante tanto tempo, e disse que volto cá se for para ser uma semana, no MÁXIMO duas semanas e já é muito!
Não pedi nada, apenas disse que NÃO VOLTO a vir tanto tempo.
E ela concordou e disse que achou escusado ter sido tanto tempo... mais uma vez, duvido.
E meio que "desabafei" quanto ao facto de eu não poder dizer nada pois nunca me ouvem e quando ouvem é para discordarem.
Ela disse que compreendia e que não valia a pena arranjar confusões e que tanto ela como a minha avó estão do meu lado... pela terceira vez, duvido.
Disse também que era bom eu estar aqui por causa dos meus irmãos que adoram que eu esteja cá.
Concordei, infelizmente, só quando estou cá é que recebem mimos.

Depois ela disse que o problema era a minha mãe querer impor a sua vontade aos outros.
Não podia concordar mais!!! Eu disse que ela é que tinha escolhido vir para aqui e que esperava que eu mudasse a minha vida como ela queria. E falei do facto de não poder estar com os meus amigos nas férias quando ela está lá, porque a menina fica logo de mau humor comigo! Ridículo. Claro que ela só disse para eu ter calma e "levar na desportiva" e pensar nos meus irmãos.

Depois ela disse que o tempo passava a correr e eu disse "GRAÇAS A DEUS!!!!!!" e disse que estava a contar os dias para voltar a Portugal, que não é mentira nenhuma... faltam 21 dias!!!!!!!!!

Falamos também da situação do meu pai no meio disto tudo, e mais uns extras a meio da conversa que não são muito interessantes.
E isto foi a conversa com a minha tia...
Será que é desta? Duvido!
Sinceramente? Não consigo acreditar que esta família vá mudar!
Eu, no entanto, espero conseguir sair disto o mais rápido possível! Vai ser um longo caminho a percorrer, mas estou disposta a isso.

Sem comentários:

Enviar um comentário