Triste e completamente desesperada.

Nunca pensei que realmente fosse publicar este texto que foi escrito antes ainda de vir de férias... Mas cada vez me convenço mais disto, e preciso de desabafar aqui.


--------
Há algum tempo que ando com problemas com amizades que eram, e são, muito importantes, das mais importantes e verdadeiras que tenho.
Admito, o problema não é delas, nunca disse o contrário, até porque seria o mais injusto de sempre! Elas tentam a todo o custo, dão.me oportunidades...
Mas lá no fundo sei que o problema não é 100% meu, mas sim, infelizmente, da minha família...
Nunca pensei que eles iriam fazer o que fazem, ao inicio não me apercebi, só depois de me terem avisado é que vi o quão má a situação estava.
A minha família era adorada por maioria dos meus amigos que se davam com eles, claro que não eram todos, apenas os mais chegados...
Mas ultimamente parece que é impossível apresentar alguém a esta família. Ando tudo contra todos, e odeio este clima!
Estão a mudar as minhas amizades, e infelizmente, isso começa a afectar a minha maneira de ser com todos, incluindo família.
Cada vez quero menos estar por perto deles, apesar de ser possível não estar, não consigo devido a certos motivos.

Antes orgulhava-me da família que tinha, gostava de convidar os meus amigos para festas enormes de convívio em minha casa... Sim, porque antes até era a minha família que me dizia para convida-los... Hoje em dia dizem o mesmo, mas eu própria tenho MEDO de os convidar.
Nunca sei o que esperar desta família, e isto assusta-me...

Hoje não me orgulho NADA da família que tenho, e espero MESMO que os meus irmãos não fiquem iguais a eles!

O meu tio é que faz bem, afastou-se a tempo. Criticam-no por estar com a família 5 vezes por ano, e mesmo assim é apenas por poucas horas. Antes fazia o mesmo que toda a família, achava mal, apesar de não comentar. Mas hoje dou-lhe toda a razão, e assim que conseguir vou fazer o mesmo. Claro que não me vou afastar como ele, mas não vou passar tanto tempo com eles. Tenho de me desforrar do tempo que ando fechada nesta "jaula" onde, sinceramente, e tristemente, não confio em NINGUÉM.

Não quero perder as minha amizades, e bem tento não fazer porcaria e tento evitar errar, mas começa a ser difícil. Não sei se é por exigirem demais, ou se é por influência da minha família (aposto na segunda.), mas que isto vai ter de mudar, vai. E se não mudar, tenho pena, não queria, mas vou ter de tomar decisões sérias quanto a isto tudo.

------

No fim de re-ler este texto, continuo a concordar com maioria das coisas que digo. No entanto, já tomei algumas decisões importantes. Só não me sinto preparada para as revelar já. Preciso de o fazer sozinha.

2 comentários: