Tenho pensado em ti.

Tenho pensado tanto em ti.
Não sei se é bom por seres uma nova pessoa, por já não ser o mesmo de há dois anos e meio atrás, ou se é mau porque nem sequer te conheço e por vivermos a milhas de distância, e para mais, nem saberes da minha existência.
Tenho pensado muito em ti.
Não consigo passar um dia sem pensar e desejar que os teus tweets sejam uma resposta aos meus por tanto parecerem. Eu sei que é impossível que o sejam, eu sei que tens milhões de raparigas atrás de ti, sei que, com certeza, encontraste a tal no meio delas e que eu não passo de mais uma num milhão.
Só penso na hitória daquele [agora] casal, começaram tal como nós, plenos desconhecidos e por tweets um tanto ou quanto "anónimos". Será que é possível isso nos acontecer? Não tenho esperança nenhuma, mas também tenho toda a esperança do mundo. Não te sei explicar, só te sei dizer que faría tudo por ti caso algo acontecesse.
Sei que me mudaste muito, mudaste a minha maneira de pensar a partir do momento em que me deixaste nas nuvens com apenas um sorriso. Deixaste-me a observar os teus pequenos pormenores como há muito ninguém deixava.
Tenho medo.
Tenho medo de ficar agarrada a isto e que nunca aconteça nada.
Tenho medo que isto nunca passe de um sonho e que eu fique apenas por aí, pelo sonho.
Só te peço uma coisa.
Não desistas de quem te faz feliz, eu amo o teu sorriso, seja qual/quem for o motivo dele.

Sem comentários:

Enviar um comentário